21 de janeiro

Agora é pra valer: o Brasil tem petróleo!

Ministério da Agricultura confirma jazida no campo de Lobato, na Bahia

O ministro da Agricultura, Fernando Costa, confirma a descoberta de uma jazida de petróleo no campo de Lobato, no Recôncavo Baiano. Esta notícia espetacular animou a todos os que sabem a importância do ouro negro para a economia brasileira.

O país sempre importou todo o petróleo que consumiu, e esse insumo, principalmente naquela época, era cada vez mais importante, tanto na forma de combustível como matéria-prima de muitos produtos.

A pesquisa em Lobato começou em 1938, ano da criação do Conselho Nacional do Petróleo, que havia nacionalizado toda a atividade petrolífera no país.

Exultante, o ministro Fernando Costa confirmou a descoberta ao "Correio da Manhã": “Finalmente! Das perfurações que vêm sendo executadas pelo Ministério da Agricultura em todo o território nacional, esta é a primeira cujas pesquisas apresentavam um resultado positivo. Por ora, nada posso adiantar, sendo que a perfuradora instalada em Lobato atingira 200 metros de profundidade, jorrando o petróleo depois de rompida espessa massa granítica. Aguardo detalhes técnicos”.

O chefe do serviço de petróleo do Departamento Nacional de Produção Mineral seguiu para o local. O general Horta Barbosa, presidente do Conselho Nacional de Petróleo, confirmou aos jornalistas que “de Mauá, na Bahia, até Pernambuco, existe o que os técnicos designam como ‘a província petrolífera do Nordeste’”. E anunciou que novas sondagens seriam realizadas em Pernambuco.

Logo depois da descoberta, o Conselho Nacional do Petróleo enviou técnicos para instituições especializadas nos Estados Unidos, onde receberiam a formação e qualificação necessárias para o desenvolvimento da indústria petrolífera.

Mais tarde, o poço de Lobato seria descartado, por não ter valor comercial, mas deveu-se a ele o início da moderna indústria de petróleo no Brasil.