17 de agosto

Forças aliadas libertam a Sicília

Operação, com 1,5 milhão de soldados, derruba o fascismo; Mussolini é preso

Forças aliadas, formadas por 1,5 milhão de soldados americanos, britânicos e canadenses, invadem a Sicília e conseguem vencer os exércitos alemães e italianos. A ilha é conquistada em pouco mais de um mês.

A decisão sobre a invasão fora tomada por Churchill, Roosevelt e De Gaulle na Conferência de Casablanca, em janeiro.

Foram 38 dias de combate em terra, no mar e nos céus. Morreram ou foram feridos gravemente 130 mil italianos, 37 mil alemães e 31 mil soldados aliados.

O desembarque na Sicília significou o fim do fascismo na Itália. Mussolini já havia sido preso em 25 de julho. No dia 3 de setembro, duas divisões britânicas atravessariam o estreito de Messina, que separa a península Itálica da ilha da Sicília.

Finalmente as tropas aliadas chegavam para combater as forças do Eixo em terras europeias.