Setembro

Anistia relata a tortura no Brasil

Anistia Internacional faz primeira lista de torturados e torturadores no país

A Anistia Internacional divulga relatório sobre violação dos direitos humanos no Brasil e lista os nomes de 472 torturadores e de 1.081 torturados. O documento trazia um estudo sobre a legislação repressiva desde o golpe militar, depoimentos de presos e perseguidos políticos, de advogados e representantes da igreja católica. Também descrevia as técnicas de tortura e identificava muitos locais onde os presos eram seviciados.

A entidade concluiu que a tortura de presos políticos no Brasil era praticada de forma crescente e sistemática desde 1968. A divulgação de notícias sobre a Anistia Internacional foi proibida pela censura brasileira.