15 de janeiro

Bachelet é eleita presidenta do Chile

Filha de militar morto pela ditadura Pinochet é a 1ª mulher a ocupar o cargo

É eleita a primeira mulher presidenta do Chile: Michelle Bachelet, do Partido Socialista (PS). Ele sucede a Ricardo Lagos, também do PS, um dos primeiros nomes da nova esquerda latino-americana a chegar ao poder, em 2000.

Médica e filha de militar da Aeronáutica — seu pai, Alberto Bachelet, membro do governo Allende, fora assassinado pela ditadura de Pinochet —, Michelle já fora ministra da Saúde no governo Lagos e, em seguida, ministra da Defesa — a primeira mulher a ocupar esse cargo na América Latina.

No primeiro turno, realizado em dezembro, Bachelet obtivera 45,95% dos votos, contra 25,41% de Sebastián Piñera, com quem disputou o segundo turno, obtendo 53,5% do total dos votos contra 46,5% de Piñera. Ele seria eleito presidente no pleito de 2010.

Bachelet foi sétima mulher a exercer a Presidência na América Latina — depois da nicaraguense Violeta Chamorro, da argentina Isabelita Perón, da boliviana Lidia Gueiler Tejada, da equatoriana Rosalía Arteaga, da haitiana Ertha Pascal-Trouillot e da panamenha Mireya Moscoso.

Como a lei chilena impede a reeleição consecutiva, Michelle Bachelet voltaria a concorrer em 2013, sendo novamente eleita no segundo turno.