31 de dezembro

Brasil avança no ranking do IDH

Distribuição de renda e políticas de saúde e educação fazem país subir 4 posições

Brasil é o país que mais avança no ranking do Índice de Desenvolvimento Humano do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) — que leva em conta indicadores de renda, educação e saúde. No período 2009-2010, o Brasil sobe quatro posições e já é o 73º entre 169 países, com IDH de 0,699, integrando o grupo de nações com desenvolvimento humano elevado.

Ao mesmo tempo, o país também reduzia as desigualdades regionais: o Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) cresceu 47,5% desde 1991, período em que  85% dos municípios abandonaram a faixa de muito baixo desenvolvimento humano. Em 2010, apenas 32 municípios permaneciam nessa faixa, enquanto 74% dos municípios brasileiros eram classificados como de médio ou alto desenvolvimento, e 25%, com baixo desenvolvimento humano.

Os resultados brasileiros foram classificados pelo PNUD como extraordinários, atribuindo-os a rápidos e eficazes progressos na implementação de políticas públicas de saúde, educação e distribuição de renda.

Apenas outros 25 países melhoraram de posição no ranking do IDH entre 2009 e 2010.