6 de junio

Cassado, Juscelino parte para o exílio

Ex-presidente, que planejava disputar eleições em 1965, deixa o Brasil

É cassado o mandato do senador Juscelino Kubitschek (PSD-GO) juntamente com outros 39 políticos. O ex-presidente JK era aliado de João Goulart, mas se distanciou dele às vésperas do golpe. Votou na eleição indireta de Castelo Branco e sua expectativa era a de disputar a eleição presidencial prevista para outubro de 1965. A suspensão dos direitos políticos do ex-presidente, contra quem não pesavam acusações de subversão, foi anunciada no programa radiofônico oficial "A Voz do Brasil".  

Surpreendido, JK tornou-se alvo de Inquéritos Policiais Militares (IPMs) conduzidos por coronéis que vasculharam suas finanças e as de empresários ligados a ele. Uma semana depois de cassado, JK embarcou para o exílio na França, de onde retornaria somente em outubro do ano seguinte.