25 a 28 de novembro

Guerra ao tráfico invade o Alemão

Estado ocupa território dos traficantes e abre caminho para as UPPs

Forças de segurança ocupam o Complexo do Alemão, bairro que agrupa várias favelas na Zona Norte do Rio de Janeiro. A ação, que envolve 2.600 profissionais das polícias militar, civil e federal, além de efetivos do Exército, Marinha e Aeronáutica, é parte da megaoperação de combate ao tráfico de drogas em dezoito comunidades da capital fluminense.

A operação, que teve cobertura ao vivo da mídia, foi uma resposta à onda de ataques deflagrada após a transferência de líderes do narcotráfico para presídios federais e a implantação de Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs) em alguns dos territórios comandados pelo crime.

Veiculada à exaustão, a imagem aérea da fuga de traficantes da Vila Cruzeiro (ocupada por forças de segurança no dia 25) para o Complexo do Alemão se tornaria um ícone da retomada das comunidades pelo governo.

Durante os conflitos, seriam mortas 37 pessoas e detidos 123 suspeitos. A polícia apreenderia 135 armas e cerca de 40 toneladas de drogas.

Tropas de paz das Forças Armadas seriam mantidas no Complexo do Alemão até o final do ano seguinte, quando se completaria a instauração da UPP no local.