23 de dezembro

Livro conta 'O ano que não terminou'

Obra de Zuenir Ventura resgata a luta dos movimentos contra a ditadura

Vinte anos após a decretação do Ato Institucional n° 5 (AI-5), o jornalista Zuenir Ventura publica “1968 – O Ano Que Não Terminou”. Tendo como tema principal a resistência à ditadura, a obra retrata os intensos debates das esquerdas em relação às formas de luta contra o regime. O movimento estudantil, a opção pela luta armada e a resistência dos artistas recebem destaque especial.

A grande novidade do livro foi a publicação da ata da 43ª sessão do Conselho de Segurança Nacional, até então desconhecida do público.  Nela foi aprovado o AI-5, que aprofundou a natureza arbitrária e violenta da ditadura, “o golpe dentro do golpe”.  Na ocasião, Jarbas Passarinho, então ministro do Trabalho, pronunciou a célebre frase: “Às favas, senhor presidente, neste momento, todos os escrúpulos de consciência”.

O livro tem grande repercussão. Sua primeira edição, com tiragem de 10 mil exemplares, esgotou-se em apenas uma semana.