28 de fevereiro

Marítimos em greve paralisam os portos

40 mil trabalhadores param a operação de navios e Marinha ocupa portos

Marítimos iniciam greve nacional que afeta os portos de todo o Brasil e o abastecimento de mercadorias. Os trabalhadores, que atuam na operação dos navios, reivindicam aumento salarial de 275%, contra os 90% oferecidos pelos armadores e pela Petrobras.

Após uma semana, a greve foi julgada ilegal pelo Tribunal Superior do Trabalho. Imediatamente, a Marinha ocupou os 11 principais portos do país, sob o argumento de garantir a normalização do abastecimento de combustíveis.

Apesar da intervenção militar, a greve ainda prosseguiria por mais algumas semanas, mas dezenas de trabalhadores seriam demitidos ou destituídos de seus cargos.