7 de maio

Nasce o Parlamento do Mercosul

Parlasul amplia integração legislativa entre os países-membros da entidade

Realiza-se em Montevidéu (Uruguai) a primeira sessão do recém-criado Parlamento do Mercosul (Parlasul). Formado por representantes dos países-membros do bloco (Argentina, Brasil, Uruguai e Paraguai, além da Venezuela, com direito a voz mas sem direito a voto), o órgão tem, inicialmente, 90 integrantes, indicados pelos respectivos congressos nacionais, e conta com 10 comissões temáticas que debatem, entre outros temas, o desenvolvimento regional sustentável e os direitos humanos.

Os encontros mensais do Parlamento do Mercosul debateriam as reivindicações dos diversos setores da sociedade de cada país e zelaria pela preservação de seus regimes democráticos. Seria palco de discussões muito importantes, como os acordos econômicos com a União Europeia.

A partir de 2010, o Parlamento do Mercosul aumentaria seu número de membros, distribuídos proporcionalmente à população de cada país. Em 2014, a Venezuela se tornaria membro efetivo.