22 de junho

Tropas alemãs atacam a União Soviética

Hitler rompe acordo de não agressão e ordena invasão com 4 milhões de soldados

Rasgando o pacto de não agressão firmado em agosto de 1939 entre Moscou e Berlim, três milhões de soldados alemães, acompanhados de forças da Finlândia e da Romênia, marcham sobre o solo soviético. É a Operação Barbarossa, que pega os soviéticos de surpresa.

Ferindo todas as regras do direito internacional, as tropas alemãs deram início a uma brutal guerra de extermínio. A intenção era ocupar rapidamente o território, dizimar sua população — para a ideologia nazista, os eslavos eram uma raça inferior —, explorar as riquezas das terras soviéticas e, no futuro, construir um grande império germânico, do Atlântico até os montes Urais.

Nas primeiras semanas, os alemães e seus aliados avançariam sem dificuldades, massacrando a população. A reação soviética só começaria no final de agosto.

Foi um dos episódios mais dramáticos da 2ª Guerra Mundial. Ao final do conflito, cerca de 20 milhões de soviéticos terão perdido a vida.