Maio

Energia elétrica chega a todo o país

Luz para Todos beneficia famílias de baixa renda em áreas isoladas do interior

O programa Luz para Todos, criado em novembro de 2003, atinge a marca de 10 milhões de beneficiados — número equivalente a 80% dos sem-luz no Brasil. São pessoas que, em pleno século 21, ainda viviam sem energia elétrica em casa ou em sua comunidade.

O Luz para Todos é um programa federal de fornecimento de energia elétrica para populações isoladas no interior do país e nas regiões metropolitanas das grandes cidades.

Dados de 2003 indicavam que 90% das famílias sem acesso à energia elétrica tinham renda inferior a três salários mínimos. A implantação do programa estava, portanto, diretamente associada à estratégia de investir recursos públicos e privados na redução da pobreza no meio rural, priorizando os municípios com baixo índice de desenvolvimento humano (IDH).

Não era a primeira vez que o governo federal traçava uma política nacional de eletrificação em pequenas comunidades rurais. A diferença é que, nas experiências anteriores, os beneficiados arcavam com os custos da instalação, o que na prática inviabilizava as iniciativas.

No Luz para Todos, os recursos eram do governo federal e dos parceiros estaduais, sem nenhum custo de instalação para o usuário. O programa foi inspirado na política de eletrificação rural implantada em Pernambuco pelo governador Miguel Arraes, nos anos 1980 e 1990.

Até 2010, seriam investidos R$ 12,7 bilhões, sendo R$ 9,1 bilhões do governo federal. Os investimentos restantes caberiam aos governos estaduais, às concessionárias e permissionárias de energia elétrica e às cooperativas locais de eletrificação rural.