Dezembro de 2003

Risco-Brasil fecha 2003 em queda

Índice é o menor desde 1998 e reflete confiança dos investidores no país

Brasil fecha 2003 com risco-país de 468 pontos. A queda acumulada no ano foi de 68%, rebaixando o índice ao menor nível desde maio de 1998, a despeito das desconfianças iniciais do mercado financeiro na política econômica do novo governo.

O risco-país é um indicador calculado pelo banco norte-americano JPMorgan que mede a percepção dos investidores sobre a capacidade de uma nação pagar suas dívidas — quanto maior o risco-país, menor a confiança dos investidores estrangeiros, e vice-versa. A queda do índice demonstra o crescimento da confiança dos investidores na saúde da economia do Brasil.

O fortalecimento dos pilares macroeconômicos foi considerado fundamental para a percepção positiva dos investidores estrangeiros, sendo seus principais elementos: a solidez fiscal; a redução da dívida pública, resultado do superávit primário; o cumprimento dos contratos; e o controle da inflação.

No final de 2002, o risco-Brasil fechara em 1.446 pontos.