17 de outubro

Seringueiros criam entidade nacional

Povos da floresta se organizam e abraçam a causa ambiental

Durante o 1º Encontro Nacional dos Seringueiros, realizado na Universidade de Brasília, é fundado o Conselho Nacional dos Seringueiros (CNS), organização representativa dos trabalhadores agroextrativistas. O órgão surge sob a liderança do dirigente sindical acreano Chico Mendes, reunindo associações, cooperativas e sindicatos em defesa dos interesses dos povos da floresta.

Nos anos 1970, grandes áreas da floresta amazônica haviam sido vendidas para empresas, desmatadas e transformadas em pastagens. Os habitantes da região, especialmente os seringueiros, passaram a reivindicar então a criação de reservas extrativistas – áreas pertencentes à União, que não poderiam ser vendidas e garantiriam o usufruto aos que nelas viviam e trabalhavam.

Chico Mendes tornaria-se uma referência internacional na área do ambientalismo e receberia da ONU em 1987 o Prêmio Global 500.