14 de junho

Paris é ocupada por tropas nazistas

Alemães desfilam na capital francesa; de Londres, De Gaulle promete resistir

Depois de Bélgica, Países Baixos e Luxemburgo, chega a vez da França. Em 14 de junho, cai Paris, e as tropas nazistas desfilam na Champs-Elysées, avenida mais famosa da Cidade Luz, para desespero dos franceses.

Dias antes, o governo francês havia fugido para o sudoeste do país, esperando que a linha Maginot — complexo de fortalezas e túneis interligados, construído ao longo da fronteira com a Alemanha — detivesse o ímpeto dos nazistas. Estes, no entanto, deram a volta, avançando pelo território belga e luxemburguês, mais ao norte, e chegaram a Paris sem enfrentar grande resistência. Milhares de franceses ocuparam as estradas, procurando fugir dos nazistas.

Um armistício entre França e a Alemanha seria assinado em 22 de junho. Por esse acordo, o território francês ficaria dividido em duas zonas: uma ao norte, ocupada diretamente pelos alemães, e outra ao sul, com capital em Vichy, governada pelo marechal Philippe Pétain, simpático aos nazistas.

O general Charles de Gaulle, que se refugiara em Londres, anunciou a continuidade da resistência.

A ocupação alemã na França só terminaria em 1944.