24 de janeiro

Brasil prestigia 3º Fórum Social no RS

1º presidente nesse evento de esquerda, Lula defende combate à miséria

Já em seu primeiro mês de governo, o presidente Lula participa da terceira edição do Fórum Social Mundial (FSM), em Porto Alegre. É o primeiro chefe de Estado a participar do evento, que este ano reúne cerca de 100 mil pessoas, incluindo 20 mil delegados de 123 países. O FSM é organizado por movimentos sociais de todo o mundo com objetivo de discutir uma globalização justa, solidária e sustentável, fazendo contraponto ao Fórum Econômico Mundial, realizado anualmente desde 1974 com foco no debate econômico e financeiro das grandes potências.

As edições anteriores do FSM, em 2001 e 2002, também foram realizadas em Porto Alegre. A FSM 2001 havia cunhado o slogan “Um outro mundo é possível” — sinalizando a crença na reversão das políticas neoliberais.

Em discurso às margens do rio Guaíba, Lula lembrou seu compromisso com o fim da miséria e da fome no Brasil e no mundo, defendeu o fortalecimento da cooperação Sul-Sul e antecipou os desafios que enfrentaria durante o governo.

No mesmo dia, o presidente voou para Davos, na Suíça, a fim de compor a delegação latino-americana durante o Fórum Econômico Mundial. No encontro, ele voltaria a apoiar o combate à fome e mudanças na ordem mundial. Outros líderes latino-americanos presentes ao evento criticariam ainda os subsídios agrícolas e o protecionismo dos países ricos.

O presidente Lula voltaria a participar do FSM, nas edições de 2005, 2009 e 2010.