4 de maio

conquista histórica: 8 horas de trabalho

Getúlio decreta ainda descanso semanal, atendendo a antigas reivindicações

Getúlio Vargas atende a uma das principais reivindicações dos operários e estabelece que todos os trabalhadores urbanos, nas fábricas, escritórios e estabelecimentos comerciais, e que exerçam suas funções durante o dia, terão sua jornada limitada a oito horas diárias e a seis dias por semana. Todos terão direito a um dia de descanso semanal, preferencialmente aos domingos. O trabalho noturno é limitado a sete horas.

O decreto, que regulamenta a jornada de trabalho na indústria, segue-se à regulamentação da jornada de trabalho dos comerciários, ocorrida em março.

Trata-se de uma vitória histórica dos trabalhadores, que havia décadas lutavam pela jornada de trabalho de oito horas.